Ensino médio: que integração é essa?

Atualizado: 6 de Jul de 2020

Você já parou para pensar por que o ensino médio aqui no campus São Sebastião é chamado de integrado?


Talvez essa seja uma pergunta que nem todos se preocupem em responder, especialmente na nossa sociedade em que os jovens buscam o ensino médio como uma ponte para a universidade. Porém, sabia que existe uma razão histórica para esse nome?


Em nosso país, a formação profissional era considerada, no início, uma forma de manter os "desvalidos da sorte e da fortuna" de alguma maneira ocupados em alguma atividade, para que não houvesse roubos, gente pela rua ou problemas sociais. Ao longo do tempo, com os avanços nos pensamentos políticos, pedagógicos e governamentais, a educação profissional começou a ficar mais próxima da escola e, entre várias tentativas (separar educação regular da profissional, juntar as duas, ter só uma), hoje chegamos a um dos formatos existentes no Brasil: a formação integrada!


Para o Instituto Federal, isso significa que o ensino médio contempla, além de conteúdos das ciências humanas, sociais, exatas e biológicas, atividades diferenciadas de colaborar com a sua formação: projetos de extensão, participação em pesquisas, cursos de curta duração e, até, viagens a congressos científicos!


O que tudo isso tem a ver com a proposta de formação integrada? Vamos pensando....



Lembre-se que este blog é um espaço de construção coletiva! Dessa forma, você pode comentar quando quiser, no momento em que se sentir mais confortável e da maneira como considerar mais válida!

6 visualizações0 comentário